Procon dá orientações para compras de Black Friday


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Estão entre as orientações ao cliente pesquisar valores em veículos e lojas diferentes e prestar atenção ao investimento à vista e parcelado, assim como a condições específicas, tudo para não ser levado a erro ou a promoções que, na verdade, não oferecem desconto algum.

Para aqueles que desejam economizar na compra de produtos diversos, a Black Friday pode ser uma grande oportunidade – mas é preciso tomar alguns cuidados básicos com o evento. Pensando em ajudar tanto consumidores quanto fornecedores, o Procon do Rio de Janeiro disponibilizou uma cartilha em que fornece diversas recomendações, e o documento serve, também, como uma espécie de guia para que comerciantes se atentem a procedimentos como preços, oferta, troca e entrega de itens; e segurança de seus sites.

Estão entre as orientações ao cliente pesquisar valores em veículos e lojas diferentes e prestar atenção ao investimento à vista e parcelado, assim como a condições específicas, tudo para não ser levado a erro ou a promoções que, na verdade, não oferecem desconto algum – uma prática comum, mesmo que contrarie o Código de Defesa do Consumidor. Verificar se ofertas de garantia estendida embutidas fazem parte dos anúncios é outra indicação.

“É um evento importante para o comércio e desenvolvimento da economia, e uma oportunidade que o consumidor aguarda para comprar aquele produto que deseja com um desconto especial. É importante o consumidor ter atenção com a comparação de preços e a seriedade e idoneidade do fornecedor para não ter frustração. Quanto aos fornecedores é importante preservar a credibilidade do evento”, aponta Cássio Coelho, presidente do Procon-RJ.

Na dúvida, desconfie – e, se precisar, denuncie

Desconfiar de valores muito baixos é fundamental, destaca a instituição, assim como conferir a idoneidade dos sites visitados – identificados pela presença do protocolo eletrônico HTTPS e pela exibição de um ícone em forma de cadeado fechado no navegador, o que, segundo a entidade, indica segurança.

“É bom lembrar que as compras realizadas no período da Black Friday não deixam de seguir as normas do Código de Defesa do Consumidor (CDC). Caso não haja o cumprimento da oferta, cabe reclamação no Procon-RJ. O consumidor que verificar alguma irregularidade, deve denunciar”, indica o material, que pode ser acessado aqui.

Tecmundo


Mais do Portal F5


  • Destaques

[Vídeo] “Consolidar políticas públicas para jovens” é a missão da nova Sejuv

Yuri Sobieski, novo secretário da recém criada Secretaria da Juventude, a Sejuv. Terá o desafio...

  • Destaques

Aulas em Parauapebas iniciam em feveveiro e não serão presenciais

As aulas no ensino municipal terão início no próximo dia 1º de fevereiro e não...

  • Destaques

Pará cede 10 leitos de UTI’s Neonatais para prematuros do Amazonas

O governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou que disponibilizou 10 leitos de Unidade de Tratamento...