‘Mofo no Pulmão’: O que é a infecção de Bolsonaro comum após covid-19?


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Quadro de saúde do presidente é leve

Na noite de quinta-feira (30), o presidente Jair Bolsonaro revelou estar com uma infecção no pulmão. De acordo com fontes ouvidas pela coluna da jornalista Carla Araújo, Bolsonaro foi ao HFA (Hospital das Forças Armadas), em Brasília, no dia anterior, após sentir fraqueza. Lá foi submetido a uma bateria de exames.

“Acabei de fazer um exame de sangue, né, estava com um pouco de fraqueza ontem, acharam até um pouco de infecção também. Estou agora no antibiótico, deve ser… agora depois de 20 dias dentro de casa, a gente pega outros problemas. Eu peguei mofo, mofo no pulmão”, disse Bolsonaro no final da live.

“Teve uma infecção leve no pulmão, mas nada que um antibiótico não possa curar”, afirmou uma fonte. Os interlocutores disseram, também, que os médicos não conseguem afirmar com precisão se a infecção pulmonar está diretamente relacionada ao coronavírus.

https://www.facebook.com/watch/?v=2699401927003287

O que é uma infecção pulmonar

“A infecção pulmonar é, necessariamente, uma pneumonia”, explica Mauro Gomes, médico pneumologista e chefe de equipe de pneumologia do Hospital Samaritano de São Paulo. “Dentro do pulmão há outras estruturas, como bronquíolos e brônquios e, se essas forem atacadas, os nomes dos quadros diferem —são chamados de bronquiolite ou bronquite”, complementa.

Quadro é comum para quem teve covid-19

O pulmão é um dos órgãos mais afetados pelo vírus. Apesar de o presidente ter sido diagnosticado com a covid-19 há cerca de 20 dias, Gomes explica que as sequelas podem ser tardias. “No pulmão, os impactos, de maneira geral, não aparecem nos primeiros dias. É mais comum que o vírus ataque o órgão ente o sétimo e décimo dia, mas os efeitos podem persistir por 14, 20 dias, até mais. Para quem teve a doença, observamos efeitos mais complexos, não é como uma pneumonia que se resolve rápido como a comum.”

Outra possibilidade, de acordo com o pneumologista, é que o presidente tenha adquirido o quadro por outro tipo de sequela causada pelo vírus. “O Sars-CoV-2 prejudica a imunidade, ‘abrindo’ a defesa pulmonar para que outras bactérias entrem e causem a infecção”, aponta. O presidente, de acordo com os interlocutores, segue acompanhado pela sua equipe médica e já está se sentindo bem melhor.

Viva Bem


Mais do Portal F5


  • Destaques

Motoboy é vítima de ataque racista e o assunto é o mais comentado do Twitter

O próximo “cancelado” da internet é o contabilista, Mateus Abreu Almeida Prado Couto, envolvido em...

  • Destaques

MPPA quer barrar aulas presenciais na rede particular de Parauapebas

O Ministério Público do Pará ingressou com ação civil com pedido liminar solicitando a suspensão...

  • Destaques

Gretchen é escolhida como madrinha de campanha de proteção à mulher no Pará

A Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) escolheu a cantora Gretchen para ser madrinha...