Qualificação profissional no campo atrai mais renda para famílias na zona rural


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Como resultado das qualificações profissionais, produtores investem no empreendedorismo e conseguem aumentar a renda

Pequenos agricultores têm potencializado a renda como resultado das qualificações profissionais oferecidas pela Prefeitura de Parauapebas, que chegam a centenas de famílias no campo. A Secretaria de Produção Rural (Sempror) investe em parcerias que levam mais conhecimento aos produtores. Consequentemente, é gerado mais trabalho, mais qualidade de vida e uma melhor gestão da propriedade rural.

“Parcerias com o Senar e outras instituições, como universidades, Adepará e Emater, foram firmadas pela Sempror, o que proporciona mais condições para que as famílias da agricultura continuem no meio rural através do benefício. A formação profissional também resultou em promoção social nas comunidades de toda a zona rural do município”, explica o secretário de Produção Rural, Elson Cardoso.

A agricultora Ana Sara Santos, residente na Vila Albanir, foi uma das beneficiadas do Programa de Qualificação no Campo da Sempror ao realizar o curso de panificação ministrado pelo Senar, na localidade. Com o conhecimento que adquiriu, a produtora investiu na atividade apenas R$ 50 em matéria-prima inicial e agora produz e vende deliciosos pães caseiros apreciados por toda comunidade.

Ana Sara Santos, residente na Vila Albanir, foi uma das beneficiadas do Programa de Qualificação no Campo da Sempror

“O curso que eu fiz pela Sempror em parceria com o Senar foi uma oportunidade que a Prefeitura de Parauapebas trouxe para nossa comunidade. Eu comecei com pouco e fui investindo. Hoje, essa qualificação está me proporcionando ajudar minha família e realizar um sonho, que é pagar o meu curso de Pedagogia”, conta a produtora.

A realidade da Sara é a mesma vivenciada por tantos outros produtores beneficiados por essas qualificações que ajudam no gerenciamento das propriedades, aumento da produtividade e na melhoria da qualidade da produção. Para Maria Saraiva, mediadora de conhecimento da Sempror, as formações oferecidas desde 2017 são importantes principalmente por incentivar as mulheres a desenvolverem novas habilidades e, assim obterem a própria renda.

“A qualificação chega ao campo, o que é mais cômodo para os produtores. Os cursos como Panificação, Processamento de Frutas, Embutidos e Defumados, Derivados do Leite, entre outros, já capacitaram aproximadamente 2.800 produtores, entre eles, as produtoras, que podem ter o dinheiro delas”, enfatiza Maria Saraiva.

Erika Sarmanho/Ascom PMP


Mais do Portal F5


  • Destaques

Mais de 30 smartphones da Xiaomi vão receber atualização para o Android 11

A Xiaomi confirmou quais celulares vão receber a atualização para o Android 11: isso inclui...

  • Destaques

Prefeito sugere aplicação de ozônio retal para tratar covid-19

O prefeito Volnei Morastoni (MDB), de Itajaí, em Santa Catarina, sugeriu aplicação de ozônio no...

  • Destaques

Explosões deixam cenário de destruição em área portuária do Líbano

 Duas fortes explosões sucessivas sacudiram, nesta terça-feira (4), a região portuária da capital libanesa,...