A nova cerveja que nasce em tempos de pandemia


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Almbeer é a nova cerveja portuguesa, que nasce no Porto em tempos de pandemia. Trata-se uma lager, dirigida para quem gosta de “novos sabores e cervejas com teor alcoólico mais baixo”

A nova marca de cerveja de produção nacional nasce em tempos difíceis, precisamente para enfrentar adversidades. Chama-se Almbeer, é portuense e o novo projeto do grupo FMO, que detém os restaurantes D’Avenida e Porto dos Sabores, situados na Invicta e em Matosinhos.

Concebida no norte do país a partir de uma receita própria, a marca apresenta-se como uma genuine lager beer direcionada para os consumidores “que procuram novos sabores e cervejas com teor alcoólico mais baixo”. “Seguindo a tendência global das cervejas do tipo lager, tem como objetivo promover o consumo de cerveja em todos os mercados em que for lançada. O tradicional aroma a cereais está presente e o amargo é suave, criando um perfil de uma easy lager e aumentando o volume de consumo”, explicou à Lusa Ricardo Fontes, responsável pela marca e criador da receita da nova cerveja.

O mesmo adianta que a Almbeer, nascida após um investimento de 200 mil euros, foi desenvolvida “para países cujas temperaturas médias rondam os 20 graus e com um teor alcoólico de 4,5% (ligeiramente inferior aos concorrentes que apresentam valores superiores a 5%), de modo a promover a sua repetição”. Para já, a Almbeer está disponível nos restaurantes D’Avenida (Avenida da Boavista) e Porto dos Sabores (em duas moradas, na Rua Sousa Aroso, em Matosinhos, e na Rua de Santa Catarina, no Porto) e na loja online Dott, dos CTT.

“A nossa estratégia de criação e expansão passa por implementar esta marca portuguesa em vários pontos do globo, nos quais já estão desenvolvidos laços e parcerias com importadores e distribuidores. A pandemia está a fazer-nos abrandar o ritmo, mas acreditamos que rapidamente estaremos em força em vários países africanos, asiáticos e sul-americanos”, revelou Ricardo Fontes.

Apontando como objetivo a cinco anos “atingir um volume de vendas de cinco milhões de litros por ano, que se traduz numa faturação estimada de cerca de cinco a seis milhões de euros”, o grupo FMO tem previsto um investimento de 200 mil euros numa “mini fábrica” cervejeira, a concretizar durante este ano e início de 2021.


Mais do Portal F5


  • Destaques

Por causa da covid-19, Círio 2020 é cancelado

Por causa da pandemia do coronavírus, e após estudos, a Arquidiocese de Belém e a...

  • Destaques

Tecnologia brasileira poderá identificar covid-19 pela tosse

Um novo sistema capaz de identificar as pessoas com covid-19 pela tosse, com o auxílio da inteligência artificial,...

  • Destaques

Quebra de sigilo aponta R$ 72 mil em depósitos de Queiroz à Michelle Bolsonaro

A quebra do sigilo bancário de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro na Assembleia...