Jovens são mortos em intervenção no Altamira após atirar contra PM’s


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Dois jovens foram mortos em uma intervenção policial no bairro Altamira, em Parauapebas, na madrugada desta quarta-feira, 22. Segundo a Polícia, os jovens eram envolvidos com uma facção criminosa e estavam transitando em via pública armados.

Na noite desta terça-feira, 21, uma guarnição da Polícia Militar recebeu a denúncia de que o popular “Carlin”, considerado ‘altamente perigoso’ e membro da facção Comando Vermelho, estava na rua São Lázaro, no Altamira, armado com pistola em movimentação suspeita. Após monitorar o rapaz, os soldados  do Grupo Tático Operacional (GTO), adentraram o local onde o suspeito estava, acompanhado de um comparsa.

Um dos suspeitos que morreu na intervenção policial

Ao perceber a presença da polícia, a dupla disparou contra os agentes, que em seguida revidaram a injusta agressão. Na troca de tiros, os dois indivíduos foram alvejados. Ainda segundo a polícia, a guarnição comunicou o caso ao Centro de Controle Operacional (CCO) solicitando apoio, e os dois, até então desconhecidos, foram socorridos e levados ao Hospital Geral de Parauapebas.

Ao chegarem no HGP, a equipe médica constatou que ambos evoluíram à óbito. No início da manhã,  “Carlin” foi identificado como Carlos Henrique Machado Silva, também conhecido por “Perna Longa”, 16 anos, e seu comparsa continua sem identificação. Com os mesmos, a GU GTO apreendeu duas pistolas marca Taurus PT 40, com brasão da PM/PA, modelo 940, com numeração raspada em poder de “Carlin” e uma PT 101, também com a numeração raspada que estava em poder do segundo indivíduo.

Pistolas apreendidas apresentadas na Depol

Os corpos que foram levados para a pedra do necrotério do HGP, foram removidos pelo IML e conduzidos para Centro de Perícia Científica Renato Chaves de Parauapebas onde passaram por exames cadavéricos. As armas apreendidas foram apresentadas na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, para os procedimentos necessários.

Um dos suspeitos continua sem identificação no IML

Com informações de Neide Folha


Mais do Portal F5


  • Destaques

Caso Miguel: Mãe recebia como servidora pública para trabalhar no AP do Prefeito

A pernambucana Mirtes Renata de Souza, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5...

  • Destaques

Primeira-dama responderá pela morte do filho de 5 anos de doméstica no PE

Uma dor muito forte no peito. Assim descreveu Mirtes Renata Santana da Silva o sentimento...

  • Destaques

Isolamento social despenca no Pará e Helder ameaça novo lockdown

O governador do estado do Pará, Helder Barbalho, anunciou, no início da noite desta quarta-feira...