Dupla é presa por suspeita de estuprar crianças em Parauapebas


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Um homem tem 70 anos e o outro 53 anos, ambos são acusados de praticar atos sexuais com crianças de 12 e 13 anos

Dois homens foram presos em Parauapebas, acusados de estuprar crianças de 12 e 13 anos de idade. Eles ofereciam dinheiro e produtos em troca de favores sexuais. A mãe das crianças ao notar a mudança de comportamento das filhas e investigar o que estava causando essas mudanças, acionou a Delegacia Especializada de Atendimento à Criança e Adolescente (Deaca), que iniciou as diligências.

Nesta terça-feira, 31, a equipe da Delegacia Especializada ao Atendimento (DEAM), sob o comando da delegada Anna Carolina, cumpriu dois mandados de prisão preventiva expedidas pela 1º Vara Criminal de Parauapebas, no Bairro da Paz, em desfavor de Antônio Santiago, 70 anos, e Raithony Soares, de 53. Eles podem responder por estupro de vulnerável, contra três crianças, uma de 12 e duas de 13 anos.

“Foram dado comprimento a dois mandados de prisão preventiva pelos crimes de estupro de vulnerável. As vítimas contaram para polícia que mantinham relações sexuais com um dos indiciados por dinheiro. O acusado dava dinheiro para ela ter relações sexuais com ele e o outro indiciado além de dinheiro o mesmo pagava com produtos de seu estabelecimento. Eles passavam a mão nas partes íntimas das crianças e elas eram obrigadas a pegar nas partes íntimas deles em troca de dinheiro e produtos do comércio de um deles. O outro chegou a praticar a conjunção carnal por dinheiro. Então elas além de serem vítimas de estupro de vulnerável, também eram levadas a se prostituírem, para isso elas recebiam recompensa em dinheiro”, contou a delegada.

Os acusados, em depoimento, negaram a prática do crime e alegaram confusão da parte das crianças e justificaram que se tratava de outras pessoas. No entanto, a delegada ressalta que as vitimas foram contudentes e taxativas em afirmarem que eles eram os responsáveis. Há outras pessoas envolvidas nos mesmos crimes que estão sob investigação.

As crianças estavam em exploração a mais de um ano. Ainda de acordo com a delegada, a polícia tomou conhecimento do caso através denúncia por parte de uma das mães ao descobrir que sua filha estava faltando as aulas e apresentava comportamentos agressivos em casa. A mãe passou a suspeitar que algo estava errado quando as meninas apareciam com dinheiro. Ela procurou a escola, conversou com a direção e descobriu o que estava acontecendo.

Com informações de Neide Folha


Mais do Portal F5


  • Destaques

Caso Miguel: Mãe recebia como servidora pública para trabalhar no AP do Prefeito

A pernambucana Mirtes Renata de Souza, mãe do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5...

  • Destaques

Primeira-dama responderá pela morte do filho de 5 anos de doméstica no PE

Uma dor muito forte no peito. Assim descreveu Mirtes Renata Santana da Silva o sentimento...

  • Destaques

Isolamento social despenca no Pará e Helder ameaça novo lockdown

O governador do estado do Pará, Helder Barbalho, anunciou, no início da noite desta quarta-feira...