Maçonaria divulga nota sobre o uso de símbolos maçônicos em fotos do autor de crime macabro contra bebê


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Principal símbolo maçônico utilizado

Diante da ampla repercussão do crime bárbaro e macabro praticado contra a menor Carla Emanuelly, de apenas 1 ano e 8 meses, tornou de conhecimento público fotos de Dayvyd Renato Oliveira Brito, autor das práticas repugnantes que levaram à morte da menina, exibidas em suas próprias redes sociais, utilizando símbolos da Maçonaria. O fato gerou um julgamento popular de que a organização, supostamente, aceitasse ou apoiasse os atos malignos divulgados no desenrolar das investigações realizadas pela Polícia Civil.

Na tarde desta sexta-feira, 10, no entanto, a Loja Maçônica emitiu uma Nota, onde manisfesta grande repúdio e esclarece seus principais valores, principalmente por praticar o bem e combater práticas que fazem mal a sociedade. Confira posicionamento da organização na íntegra, abaixo:

NOTA DE REPÚDIO E ESCLARECIMENTO

“A Muito Respeitável Grande Loja Maçônica do Estado do Pará, neste ato representada por seu Grão-Mestre Edilson Araújo dos Santos e as Lojas Maçônicas “Lealdade e Justiça n. 61”, “Paster Grão Mestre Wagner Spíndola de Ataíde n. 94” e “União e Fraternidade de Carajás n. 58″ de Parauapebas, jurisdicionadas àquela Grande Loja, neste ato representadas por seus Veneráveis Mestres, Florimar Miranda Costa, Hailton Curcio Ceribella e Mario José Matias Palheta Júnior, vêm a público para externar veemente repúdio ao bárbaro crime de estupro e assassinato perpetrado pelo cidadão Dayvyd Renato Oliveira Brito e sua companheira Irislene da Silva Miranda contra a criança C.E.M.C., ocorrido nesta cidade de Parauapebas. E, mais, para esclarecer a todos quantos virem esta Nota que o indigitado cidadão não guarda a mínima relação com a Maçonaria, não passando de um embusteiro que utilizava, de forma leviana e não autorizada, símbolos maçônicos em suas redes sociais.

Longe de ser uma seita ou religião, a Maçonaria é uma instituição formada por homens de bem, trabalhadores e honestos, em sua maioria pais de família. É uma entidade essencialmente iniciática, filosófica, filantrópica, progressista, evolucionista, e que proclama a prevalência do espírito sobre a matéria. Sua missão precípua o aperfeiçoamento moral, social e intelectual dos seres humanos, por meio do cumprimento inflexível do dever, da prática desinteressada da beneficência e da investigação constante da verdade, tudo voltado à finalidade maior que é a promoção da evolução da Humanidade.

A Maçonaria, efetivamente, combate o fanatismo e os atos da delinquência que tanto fazem mal à sociedade.

O aludido senhor, qualificado como verdadeiro monstro por quantos hajam tomado conhecimento de sua índole e de seus atos, jamais poderia ser Maçom e, como se afirmou, utilizou de forma não autorizada símbolos maçônicos em suas redes sociais, sem sequer conhecer a que aludem.

Registram, pois, a Grande Loja Maçônica do Estado do Pará e a Loja Maçônica Lealdade e Justiça n. 61, de Parauapebas, seu mais enérgico repúdio à conduta descrita e a seus autores.

Parauapebas 10 de janeiro de 2020”

 


Mais do Portal F5


  • Destaques

Governo reduz a transparência sobre dados da pandemia no Brasil

Em meio ao avanço dramático da epidemia do coronavírus no país, o Ministério da Saúde...

  • Destaques

Suécia admite erro na estratégia adotada contra pandemia no país

A Suécia adotou uma estratégia diferente dos países vizinhos para combater o coronavírus. Dinamarca, Finlândia e Noruega impuseram...

  • Destaques

Programação virtual para celebrar Semana do Meio Ambiente dará direito a certificado

As celebrações relacionadas a Semana do Meio Ambiente de Parauapebas, estão diferentes este ano devido...