O triste fim do desaparecimento de Jaqueline em Parauapebas


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Desapareceu deste de 11 de agosto após encontro com o namorado

Após uma longa procura, a jovem Jaqueline Santana da Silva, 24 anos, foi encontrada morta, nesta quinta-feira (29), em uma área de pasto entre as localidade da Água Boa e Vila 45, às margens da PA-160, em Canaã dos Carajás.

Segundo informações, um motociclista foi quem encontrou o corpo ao decidir procurar um lugar para fazer suas necessidades fisiológicas. Ao adentrar no pasto, sentiu um mal cheiro que o levou ao corpo da vítima, o qual estava irreconhecível devido avançado estado de decomposição.

O corpo só foi reconhecido posteriormente devido ao estado de decomposição

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para remover o cadáver do local. Mais tarde, pelas características que o corpo apresentava, a mãe de Jaqueline foi chamada ao IML e fez o reconhecimento da filha.

Jaqueline havia desaparecido no dia 11 de agosto. A família deixou a mulher na casa do namorado após um desentendimento com ele. Desde então, ela não havia mais tido contato com os parentes. A mãe registrou boletim de ocorrência na delegacia após ouvir os relatos dos vizinhos que teriam ouvido uma discussão durante a madrugada entre o casal. Depois disso, houve um grande silêncio, seguido pelo barulho do carro do acusado deixando a residência. Antônio Sousa Nascimento, namorado da vítima se tornou o principal suspeito e está sendo procurado pela polícia.

A polícia procura pelo namorado,  principal suspeitoO carro modelo Gol de Antônio, ou Tonin, como era chamado, foi encontrado pela polícia abandonado em uma área do Complexo de bairros na VS-10, em Parauapebas. O carro estava aberto e tinha marcas de sangue. A delegada Yanna Azevedo que após a localização do corpo, investiga o assassinato, solicitou perícia do sangue encontrado no veículo para constatar se é o mesmo da vítima.

Polícia pediu perícia do sangue encontrado no carro de Antônio

Carmen Santana da Silva, mãe da vítima, esteve na delegacia para registrar ocorrência pela identificação do corpo e deseja que a Polícia cumpra seu papel e haja justiça. “Quero que ele – Tonim – pague pelo o que fez. Meu coração está mais triste ainda, na situação que vi minha filha não desejo para meu pior inimigo”, expressou ela. Jaqueline deixa dois filhos, de 4 e 12 anos.

 


Mais do Portal F5


  • Destaques

Mãe é presa por permitir padastro estuprasse sua filha de 13

Uma mulher de 33 anos foi presa suspeita de permitir que uma de suas filhas,...

  • Destaques

População mostra insatisfação por alagamentos em Parauapebas

Ano após ano, governo após governo, Parauapebas enfrenta os mesmos problemas durante as chuvas: alagamentos...

  • Destaques

Celpa emite comunicado desmentindo corte de energia neste sábado

Passou a circular nas redes sociais, nesta quinta-feira, 21, um comunicado em nome da Centrais...