Está acompanhando como seu dinheiro é aplicado nas obras públicas de Parauapebas?


  • Nenhum comentário
  • Destaques



Esgoto a céu aberto, passarelas irregulares, ruas esburacadas e obras infindáveis… esse é o cenário que moradores e comerciantes vivenciam diariamente em uma das ruas comerciais mais movimentadas de Parauapebas: a Sol Poente, no Bairro da Paz.

Desde de 2017, a Rua Sol Poente já foi objeto de, pelo menos, três solicitações de obras por parte da Câmara de Vereadores de Parauapebas, uma indicação de saneamento básico e duas de padronização de passarelas. O objetivo dessas propostas era que a situação do esgoto em frente aos estabelecimentos comerciais fosse resolvida e o trânsito de pessoas com dificuldades de mobilidade, fosse facilitado.

A obra de saneamento básico nunca saiu da promessa. Seja no verão ou no inverno, período em que a situação fica ainda pior, pedestres, comerciantes e moradores que usam aquela rua, precisam aguentar o mal cheiro e o perigo de ter contato com a água contaminada, caso precise acessar as calçadas.

Mas para a felicidade da população do Bairro da Paz, em novembro de 2018, o poder executivo anunciou o início das obras de padronização das calçadas da rua Sol Poente, no valor atual de quase dois milhões e meio de reais. (R$ 2.493.664,94). Segundo um dos moradores antigos do bairro, em 15 anos, esta obra seria a de maior importância para o bairro.

Na época em foi anunciada, foi motivo de comemoração principalmente por deficientes físicos, que há anos sofrem com a falta de acessibilidade na infraestrutura pública. A obra está parcialmente concluída, embora estivesse com prazo para ser entregue em abril de 2019, porém, segue em execução, mas com sérios problemas estruturais e levanta o questionamento sobre como o dinheiro público está sendo aplicado sem o devido planejamento ou fiscalização.

A reportagem tentou acessar o edital de licitação para entender melhor o que realmente foi solicitado no termo de referência e comparar com o que está sendo entregue para a comunidade, porém, o documento não foi publicado no portal da transparência da prefeitura.

Fique ligado na próxima matéria.


Mais do Portal F5


  • Destaques

Por perfume, borracheiro mata e agride mulheres em Parauapebas

O borracheiro Jennys de Sousa e Sousa, 32 anos, foi preso nesta quinta-feira (18), após...

  • Destaques

Pró Saúde oferta vagas para hospitais em Marabá e Canaã

A Pró-Saúde abriu processo seletivo para contratação de pessoal que atuará em diversas áreas no...

  • Destaques

PEC 108 pode calar advogados e desproteger o cidadão

As inscrições obrigatórias de advogados e advogadas na OAB podem estar com os dias contados....