PMs que abusaram de jovens em estação de trem são identificados


  • Nenhum comentário
  • Destaques



Os jovens denunciaram que foram abusados sexualmente e agredidos na estação

A Polícia Militar informou no início da noite desta quarta-feira que, durante oitiva dos dois jovens que denunciam terem sido abusados sexualmente e agredidos na estação de trem do Maracanã no último domingo, ambos reconheceram dois policiais militares num álbum de fotografias da corporação que, segundo eles, teriam praticado o crime.

De acordo com a PM, a 3ª Delegacia de Polícia Militar Judiciária (DPJM), que investiga o acontecido, já está tomando as devidas providências para solucionar o caso.

O caso veio à tona na segunda-feira, quando um vídeo das agressões começou a rodar nas redes sociais. E as imagens são fortes. Nelas, homens obrigam que um dos jovens pratique sexo oral no outro. Eles encerram a gravação perguntando se eles voltariam a usar maconha.

A Supervia também informou, em nota, que dois seguranças da concessionária foram demitidos nesta quarta-feira após trabalho de sindicância interna da empresa. Confira a nota:

“A SuperVia decidiu demitir os dois funcionários do setor de segurança da concessionária por envolvimento no caso de abuso a dois jovens na estação Maracanã, na tarde do último domingo (07/07). A decisão foi tomada após o trabalho da comissão de sindicância interna instaurada ainda nessa terça-feira (09/07) para apurar o caso com o rigor necessário. Após a finalização dos trabalhos, a concessionária vai registrar o caso em delegacia e apresentar à polícia as conclusões da sindicância interna. A empresa se mantém à disposição das autoridades para auxiliar nas investigações e atuará como assistente de acusação neste processo.

Tais providências evidenciam o repúdio da concessionária aos atos cometidos por estes funcionários e por outros possíveis envolvidos, de acordo com o relato das vítimas. As medidas reforçam o posicionamento da SuperVia de não tolerar, em hipótese alguma, práticas como essa no sistema administrado pela concessionária, nem em seu quadro de colaboradores.

A concessionária se solidariza com as vítimas e com seus familiares e reforça o compromisso de oferecer a melhor capacitação aos seus funcionários para que atuem com a ética e o decoro, que são premissas da SuperVia. Vale reforçar que todos os funcionários do setor de segurança da empresa são intensamente treinados para agir com idoneidade e respeito em qualquer uma das situações vivenciadas no sistema. A capacitação inclui temas como “Controle Emocional e Administração de Conflitos”, e “Código de Ética, Conduta e Postura”, dentre outros.

Extra Globo


Mais do Portal F5


  • Destaques

Por perfume, borracheiro mata e agride mulheres em Parauapebas

O borracheiro Jennys de Sousa e Sousa, 32 anos, foi preso nesta quinta-feira (18), após...

  • Destaques

Pró Saúde oferta vagas para hospitais em Marabá e Canaã

A Pró-Saúde abriu processo seletivo para contratação de pessoal que atuará em diversas áreas no...

  • Destaques

PEC 108 pode calar advogados e desproteger o cidadão

As inscrições obrigatórias de advogados e advogadas na OAB podem estar com os dias contados....