Manifestantes bloqueiam PA-275 para pedir liberação da Licença do Projeto Serra Leste


  • Nenhum comentário
  • Destaques



Rodovia PA-275, em Curionópolis é bloqueada por manifestantes

Representantes de classe e a população de Curionópolis, se reuniram na manhã desta segunda-feira (10), para interditar o trânsito na PA-275, sentido Parauapebas, em reivindicação à liberação da licença do Projeto Serra Leste.

A população está aflita e teme uma demissão em massa com a ameaça de ter o funcionamento do projeto paralisado caso não haja licença.

Desde que foi anunciada em 2017, a promessa de ampliação do projeto tem alimentado as esperanças da população que veem uma expectativa de melhora na qualidade de vida do município.

O projeto visa a ampliação da produção atual de 6 para 10 milhões de toneladas ao ano (mtpa) de minério de ferro, o que geraria até 1.300 empregos diretos e indiretos.

Atualmente, a licença está estacionada nas burocracias da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) devido a pendências que foram apontadas à mineradora Vale.

O prefeito Adonei Aguiar, que tratou de acompanhar de perto o andamento do processo para garantir agilidade na liberação da licença, realizou juntamente com vereadores do município, dez reuniões com as equipes técnicas da Semas, nove desses encontros foram durante o governo Jatene e um encontro após a consolidação do governo Helder.

Segundo o prefeito, em novembro de 2018, a equipe técnica da Semas apontou à Vale uma série de pendências referente ao cumprimento de condicionantes e a elaboração de Relatórios de Impacto sobre o Meio Ambiente (Rima) a cerca da ampliação da produção.

Em 27 de dezembro de 2018, mais um encontro foi realizado na Semas, em Belém, e desta vez, o prefeito Adonei Aguiar solicitou à mineradora a presença do diretor de licenciamento ambiental, Lúcio Cavalli. Na penúltima reunião realizada com o ex-secretário de Meio Ambiente Thales Belo, a Vale apresentou algumas alterações que já havia realizado e comprometeu-se em apresentar os demais ajustes posteriormente.

Os manifestantes aguardam uma resposta por parte dos representantes do Estado e da própria Vale

Após a transição de governo, o poder executivo buscou novamente com os novos representantes governamentais a atualização do processo. Em fevereiro, o prefeito questionou mais uma vez à mineradora sobre a resolução das pendências apontadas pela Semas, em resposta oficial, a Vale também disse que estava concentrada na Tragédia de Brumadinho.

Com as nuvens de incertezas que pairam em relação ao projeto, funcionários e a população em geral sentiram-se motivados em chamar a atenção dos poderes públicos para pressionar e agilizar a liberação da licença. Com o ato, os manifestantes aguardam uma resposta por parte dos representantes do Estado e da própria Vale.


Mais do Portal F5


  • Destaques

Por perfume, borracheiro mata e agride mulheres em Parauapebas

O borracheiro Jennys de Sousa e Sousa, 32 anos, foi preso nesta quinta-feira (18), após...

  • Destaques

Pró Saúde oferta vagas para hospitais em Marabá e Canaã

A Pró-Saúde abriu processo seletivo para contratação de pessoal que atuará em diversas áreas no...

  • Destaques

PEC 108 pode calar advogados e desproteger o cidadão

As inscrições obrigatórias de advogados e advogadas na OAB podem estar com os dias contados....