Família Pinto e a história da cultura carnavalesca em Parauapebas


  • Nenhum comentário
  • Destaques

Foliões, sambistas e passistas estão na expectativa dos últimos preparativos para o feriado mais animado do ano, o Canarval. Quem gosta mesmo, vai para a avenida ver os desfiles das escolas de Samba, e prestigiar as apresentações com enredos, baterias, coreografias e muita gente bonita. Mas Canarval não é só samba no pé, envolve também muita cultura e tradições.
Em Parauapebas, não pode ser diferente. Por trás desse trabalho artístico maravilhoso realizado no carnaval, tem uma bonita história de uma família tradicional e pioneira no município que ajudou a desenvolver a cultura carnavalesca do município.
No quadro Personalidades deste mês, o #Portal F5 bateu um papo descontraído com a Família Pinto. Visitamos a diretoria do Grêmio Recreativo e Escola de Samba (Gres) Mocidade Independente do Primavera para conhecer a trajetória dos pioneiros do samba em Parauapebas.
A conversa rolou solta com Raimundo Pinto, O homem do Sapato Branco; Sindma Pinto, A Divina – A Majestade do Samba; Rui Pinto, O Menestrel; e Gugu Veterano, O Eterno. Vamos conferir esse bate-papo e saber mais sobre eles?

Portal F5
———————————–
Siga o #PortalF5
Facebook
Instagram
YouTube


Mais do Portal F5


  • Destaques

[Vídeo] – Alunos fazem protestos na faculdade Pitágoras

Alunos da faculdade Pitágoras estão insatisfeitos com a instituição, segundo eles, desde 2019, a faculdade...

  • Destaques

Vale abre 500 vagas para Jovem Aprendiz no sudeste do Pará

A Vale abre nesta quinta-feira 20, as inscrições para o Programa Jovem Aprendiz em Parauapebas,...

  • Destaques

Vereador Joaquim Campos chama jornalista de vagabunda em plenário da Câmara

O partido Podemos encaminhou pedido de abertura de processo de expulsão do vereador Joaquim Campos...